DÍZIMO

A graça e a paz de Nosso Senhor esteja com todos!

Saudamos a você que é membro participante da nossa comunidade e quer continuar com alegria e fidelidade na vida de nossa igreja. Saudamos as pessoas que querem iniciar essa caminhada, ou afastadas por algum tempo, desejam retomá-la.

Todos são bem-vindos!

No livro de Atos dos Apóstolos (2,42-47 e 4,32-35) está relatado o jeito de viver das primeiras comunidades: reuniam-se para a oração e para a evangelização, viviam em comunhão de vida e a partilha dos bens. E nós, hoje? Desde o nosso batismo somos convidados a mergulhar no amor de Deus e ser membros participantes da Igreja. Somos comunidade quando celebramos a fé, quando assumimos os serviços pastorais e comunitários, quando oferecemos/devolvemos nosso dízimo, quando colocamos à disposição nosso tempo e capacidades na obra da evangelização. O agradecimento aos mensageiros e missionários da Pastoral do Dízimo de cada comunidade, sua missão é importante.

Esta mensagem quer refletir especialmente sobre um aspecto da vida comunitária: O QUE SIGNIFICA NOSSO DÍZIMO? O QUE DIZ A BÍBLIA?

O Apóstolo Paulo (2 Cor 9,5-11)faz a comparação: semear com mesquinhez ou semear com generosidade, a colheita será de acordo. Afirma que o cristão deve decidir com o coração, pois Deus ama a quem dá com alegria. Na realidade, diante do muito que Deus me proporciona, eu devolvo algo com generosidade através do dízimo.

Outros textos para meditar: Gn 14,17,20; Lv 27, 30-33; Nm 18, 25-32; Dt 14,22-29; Am 4,4-13 Mt 23,23. Posso ler pessoalmente e com a família, ou em grupo.

O dízimo é minha manifestação de reconhecimento e agradecimento a Deus. Ele é amoroso para conosco, dia a dia recebemos muitas graças nas mais diferentes formas.

Ao mesmo tempo, o dízimo é minha cooperação com a comunidade, com a missão da Igreja, para a sua sustentação espiritual e material, e ainda ajuda missionária e solidária a outros.

Muitos perguntam: Quanto devo oferecer/devolver de dízimo? Qual o valor? Os Bispos do Brasil orientam que cada um deve decidi-lo com seu coração. Não se trata de levar ao pé da letra o dízimo como 10%. O valor não é fixo nem igual para todos. Na prática, pode-se pensar entre 1% e 10% dos ganhos. Agir conscientemente.

VAMOS AGORA PENSAR:

Quando coloco meu dízimo no envelope, faço isso como algo sagrado e responsável? A decisão se faz a partir da minha POSSIBILIDADE, a partir da minha FÉ, e da minha GENEROSIDADE. Nessa hora têm pessoas que são mesquinhas, sovinas, de fé pequena, e seu dízimo nem é dízimo, é apenas uma esmola. E há pessoas bem conscientes e generosas, seu dízimo significa de fato gratidão a Deus e cooperação com a missão da Igreja, pois dão seu dízimo proporcionalmente à sua possibilidade, fé e generosidade.

Outro aspecto importante: devo levar o dízimo na Igreja, apresentá-lo por ocasião da Missa ou Culto. Cada mês fazer essa experiência nos educa na gratidão e na partilha.

A bênção de Cristo esteja em sua vida pessoal, familiar e comunitária.

Saudações fraternas da equipe da Pastoral do Dízimo.